DAMA DO LODO: ‘Spot’, por Marina Filizola

Spot hora do almoço (aquela espera simpática de sempre). Garçons descolados top models hypes arquivados garimpando grana extra, dentes brancos peitos amplos ante-braços categóricos com aroma de sexo, um lugar singular. Heterogeneidade, variedade derramada sobre as mesas. Tudo quanto é formato tudo quanto é apetite, espécimes de libido transparente. Quem é é. Não finge não…