“Uma didática da invenção”, despedida ao poeta Manoel de Barros

Nesta semana, a literatura brasileira perdeu um dos maiores poetas, Manoel de Barros faleceu aos 97 anos, na manhã da quinta-feira (13), deixando um legado primoroso. Aclamado na área literária, Manoel de Barros é reconhecido pela sua invenção da linguangem, dando forma à subjetividade. O poeta “despalavrou” os sentidos e siginificados. Deu sonoridade em palavras…