Hoje não podemos voltar sozinhos

Por Santiago Nazarian* Estes dias meu mural do FB foi tomado por fotos de um menino morto, jogado no mato, pescoço virado, uma bola de papel na boca. “Vamos acabar com essa praga”, alguns veículos noticiaram ser literalmente a mensagem escrita no bilhete. Outros desmentiram que a bola de papel contivesse qualquer texto. Não importa,…