Débora Arruda: Coração Despovoado

CORAÇÃO DESPOVOADO eu poderia dizer como é andar dentro de um ônibus cheio ao lado de vários carros vazios poderia escrever detalhadamente sobre o sol penetrando a minha pele sem precisar me resumir somente à palavra sensação poderia contar que existem mais de quarenta tipos de plantas no meu quintal e dizer que ele é…

Selo LOID: Lançamento do livro ‘gregório s. 23’, de Yuri Bataglia Espósito

O Livre Opinião – Ideias em Debate disponibiliza gratuitamente mais um projeto do Selo LOID para a difusão da literatura. Nesta edição, a publicação do livro gregório s. 23, de Yuri Bataglia Espósito. O poeta também publicou pelo selo as obras não e terceiro cavalo. Yuri Bataglia Espósito é poeta e artista transmídia. Nasceu em São Carlos em 1988, graduou-se…

Leia três poemas de Sofia Ferrés

relógio não diz hora diz agora o tempo inteiro ★★★ um calendário cheio de futuro pesa ao fitá-lo: indaga de mim mais presença ★★★ você pousado entre minhas pernas me ouvindo cantar frases pequenas meus dedos marcando o ritmo e garras na tua lombar  

POEMA LIVRE: Cutucar, de André Oviedo

CUTUCAR  mesmo sabendo que o gato atropelado na esquina de casa morreu a gente ainda cutuca. pega um graveto 
ou sutilmente usa o pé pra atestar o óbito o óbvio: morreu. tem estômago espalhado pela rua. o lance é que a gente não digere bem essa história de fim. veja só eu aqui: cutucando você…

Jefferson Pereira: À Margem

À Margem   Eram pretos, Todos pretos. De almas pretas, Cores pretas, Vidas feitas e Desfeitas por Serem pretas (os). Eram vítimas Da violência seca, Da brancura imperfeita. Eram pretos os meninos Da favela de tons cinzas, De almas solitárias e pretas. Eram vermelhos os olhos das Mães pretas, que choravam pelos Meninos mortos pela…

Leia dois poemas de Sofia Ferrés

estar sozinha é sentir o ar abrindo em dor uma liberdade no peito       estar sozinha agora é ser uma Pessoa sem alguém       é, de tanto pensar, esquecer quem se é       não sei o que quero, nem quero saber       quero só pensar nele  …

Leia dois poemas de Evandro Aranha

Prestes a publicar seu segundo livro, Resistência Poética, Amor e Outras Dores do Cotidiano – segundo volume da série Fragmentos de Um Córtex Perturbado, Evandro Aranha publica aqui no Livre Opinião dois grandes poemas que compõem a obra. O primeiro poema, Á Margem, é retirado da primeira parte de seu livro (Resistência Poética) e dialoga…